30/05/2013

Que tal dissertar?




Aqui te apresentarei dissertações acerca de temas diversos que assolam nosso Brasil.
  
E meu primeiro post será o seguinte tema: Países de terceiro mundo devem exercer controle sobre a natalidade?
  
Outros temas diversos aparecerão com tempo e eu irei apresentá-los aqui e tentarei sempre trazer bons argumentos que firmem minha tese. Se você discordar da minha tese, me apresente a sua que eu amarei lê-la. Obrigada.

Cata-lendas

Quem conhece São Luís (Maranhão), ou já ouvi falar da cidadezinha histórica, provavelmente deve ter ouvido a história da tal Serpente que acabará com a cidade. Com toda a certeza, já ouviu falar também da cruel Ana Jansen. Assim, nasce mais um marcador aqui do blog, com o objetivo de apresentar lendas que assombram o mundo, nasce o cata-lendas. 

Mas, antes de partirmos para o "mundo", comecemos com  lendas locais, como a lenda da serpente de São Luís (leia a postagem).

Espero que gostem das postagens que farei e que, assim como eu, se interessem por este tema assombroso (ou não)  e convidativo.

29/05/2013

(Resenha) Sussurro – Becca Fitzpatrick



O enredo (Livro 1):
Nora tem 17 anos, frequenta o segundo ano do ensino médio, é uma das melhores alunas e sua maior preocupação é conseguir ingressar em uma boa faculdade. Mesmo que Vee, sua melhor amiga, não aceite, Nora não tem interesse em garotos, para ela, os estudos estão sempre em primeiro lugar.

Nora ainda sofre pela perda recente do pai e a mãe está sempre viajando a serviço deixando-a só em casa, uma casa bem longe da cidade. Ela entende que a ausência da mãe é necessária, pois, sem seu bom salário, a casa, que é um vínculo com seu pai, não poderia ser mantida.


Esta é Nora e sua vidinha pacata. Até um dia em que o professor de biologia resolve trocar os pares da aula de biologia e que, por uma coincidência, um aluno novo acaba ao lado da minha nerd favorita. O professor resolve pedir como tarefa para as duplas uma redação sobre a pessoa ao seu lado.


"Ele colocou o livro de biologia na mesa e deslizou para a antiga cadeira de Vee.
 Sorri.
– Oi. Sou Nora.
Seus olhos negros me atravessaram e os cantos de sua boca se ergueram. Meu coração parou por um segundo e, naquela pausa, um sentimento sinistro e desesperador pareceu me envolver como uma sombra. Passou depois de um segundo, mas continuava a encará-lo. O sorriso dele não era amistoso. Era um sorriso que queria dizer problema. Problema garantido." Página 13



Dez minutos se passam quando Nora escuta o suave deslizar da caneta sobre o papel.


"– O que está escrevendo – perguntei.
– E ela fala – disse ele enquanto continuava a rabiscar, em um movimento suave e descuidado." Pág.13
E assim começa: Patch com seu joguinho de sedução e Nora assustada e ao mesmo tempo atraída. Você lendo até aqui deve ter pensado: "É só mais um destes livros água com açúcar de uma nerd que se apaixona por um bad boy! E se eu te falasse que atrás da coincidência da aula de biologia houvesse uma guerra aterrorizante entre nefilins e anjos caídos e que Nora tem uma grande participação nesta história?


A partir desta aula de biologia tudo muda na vida de Nora e tudo parece apontar Patch como o suspeito. Você não acharia estranho encontrar a mesma pessoa em todos os lugares aonde vai? E que esta pessoa sabe mais sobre você do que você mesmo? Patch seria um perseguidor? Um típico bad boy? Um cara sedutor? Ou tudo não passa da imaginação fértil de Nora trabalhando contra ela?


O que eu achei:
Eu amo quando um autor coloca um prólogo de difícil interpretação e que só é revelado seu significado nas tão tristes últimas páginas do livro. O prólogo deste livro usou dessa minha paixão e acabou me levando a crer em algo que não tem nada a ver e quando descoberta a verdade nos dá certa decepção, e ao mesmo tempo nos faz amar esta decepção.


Já perdi as contas de quantas vezes li este livro e não me canso de lê-lo. Meu exemplar já está velhinho de tanto emprestar e carregar para todos os cantos (risos).

Hush, Hush se tornou minha série favorita desde o princípio. Um livro incrível, bem escrito e a autora, Becca Fitzpratick, ama surpreender os leitores. A cada página lida ia me apaixonando mais e mais.

#Euaprendi
A confiança deve ser conquistada, pois dá-la de graça pode ser mortal (ou não).


Personagem marcante:
O sedutor Patch.


Adicione ao skoob aqui
Título: Sussurro (livro 1)
Saga: Hush, hush
Autora: Becca Fitzpatrick 
259 páginas
Editora: Intrínseca
ISBN: 978-85-98078-78-6
Compre: Cultura | Amazon | Saraiva

(Resenha) Os Estranhos Poemas Perdidos do Senhor Rumpel – Suzo Bianco

    

                                                                                       
Quando comecei a lê-lo vi escrito “Eram mesmo poemas?”  Bom, chamaremos de poemas/textos (risos). Tanto importa a definição desses escritos e sim o que eles nos passa.

É um livro completamente diversificado com poemas/textos que mais parecem páginas de um diário com reflexões sobre anseios, sentimentos, medos e vontades do ser humano, na visão do escritor/Senhor Rumpel. Há também alguns poemas/textos que são escritos em forma de carta e destinados a “sua amada bela”.



Ao acabamos de ler esses poemas/textos, paramos e começamos a refletir sobre a veracidade dos fatos que ali são descritos de forma tão peculiar e às vezes engraçada!



Falarei de meus poemas/textos prediletos (não desmerecendo o restante):



“manifesto da classe robótica”



“todos os dias nossa vida só acontece amanhã. Por que todos os “hojes” são usados para assegurar aquela mesma vida”, para mim, essa frase marcou, aliás, esse poema/texto foi o meu predileto, pois define perfeitamente nossa sociedade atual que “Todos os dias matam, todos os dias se matam”.

“Estamos trabalhando meu senhor, estamos trabalhando minha senhora, e é claro que nunca me esqueço de agradecer a vossa migalha” é uma triste realidade do nosso dia a dia.

Como podem ver alguns poemas/textos são apenas visões sobre nossa triste sociedade e sobre o ser humano e suas “correntes”.


“receita de porção “antimágica”” 

O resultado final e a indicação da receita antimágica são ótimos (risos)


"atenção: receita proibida para crianças e sonhadores" 

Para quem gosta de escrever recomendo o poema /texto sopros, como escrever

“completamente” e isso não é novidade que conta um pouco da arte de escrever.


É só isso, meus amados leitores, espero que gostem e saibam o verdadeiro significado dessa resenha: incentivá-los a ler esse livro incrível.

(Resenha) Os cães sonham? – Stanley Coren





Foi uma conversa entre admiradores de cães.

Os cães sonham? é um livro científico que aborda, de maneira prática e com uma linguagem de fácil compreensão, o universo canino, respondendo perguntas frequentes dos criadores de cães e admiradores.

Quem nunca se perguntou se é verdadeiro o mito de que quando um cachorro uiva é sinal de quem alguém vai morrer? Ou se a saliva do seu cãozinho realmente tem propriedades curativas? Pois Stanley Coren desvenda estes mitos e outros.

O livro também aborda a questão do adestramento (na realidade Stanley dá um aula de adestramento) e da caudectomia (o corte da cauda de um cachorro). Mesmos os temas sendo bastante explicados, eu continuo 110% contra os dois (No caso do adestramento eu sou contra apenas aos que se baseiam no castigo).

O livro aborda ainda uma questão muito ímpar: o uso de cachorros na detecção do câncer! É um assunto que ainda será mais pesquisado.

Esse livro respondeu a uma pergunta que eu sempre tive: quem é mais inteligente os cães ou os gatos? Segundo o livro os cachorros têm o Q.E (quociente de encefalização) maior que o dos gatos, ou seja, os cães são mais inteligentes (eu discordo).

Muitas questões desenvolvidas por Stanley Coren eu já sabia, claro que sem nenhuma confirmação científica.

Aqui quem fala é uma pessoa que tem 17 cachorros e que amou esta cortesia do Skoob. Afinal, os cães sonham? Bom, eu sempre soube a resposta...


Adicione ao skoob aqui
Título: Os cães Sonham?
Subtítulo: Quase tudo que seu cão gostaria que você soubesse
Autor: Stanley Coren
262 páginas
Editora: Paralela
ISBN: 978-85-65530-23-1
Compre: Cultura | Amazon | Saraiva 

Cortesia do:


28/05/2013

Minhas resenhas de livros

Quando vejo um livro fechado fico fascinada. O motivo de meu fascínio é o mistério. Indago-me: "qual a história?", "O que aquele livro vai me ensinar?", "por que ele existe?", dentre outras indagações.


Um livro pode simplesmente, depois de ser lido, não ter conseguido responder a uma dessas perguntas ou, simplesmente, ele não foi criado para você, portanto eu não gosto de classificar um livro como ruim.

Surge aqui mais um marcador do blog "resenhas de livros que li". Aqui darei minha opinião sobre livros, falarei o que um determinado livro conta (tentando sempre não dar spoilers

Espero que meus comentários sobre determinados livros os impulsionem a lê-los e tirar suas conclusões e não o contrário. Acredito que a principal funcionalidade de uma resenha é essa.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...